Pelo fim do engessamento trabalhista

As leis trabalhistas são frequentemente vendidas como sendo em prol das classes trabalhadoras. Isso não é verdade. Quanto mais rígidas forem as regras, maior o nível de desemprego e o salário não necessariamente sobe. Alguns dos países com as regras mais flexíveis do mundo tem também os menores índices de desemprego e as rendas mais altas. 

A média de desemprego em algumas grandes economias com regras simples, como EUA, Inglaterra, Alemanha, Coreia do Sul, é de apenas 5% de desemprego, enquanto o Brasil passa dos 12%. 

As leis brasileiras têm mais de 70 anos de idade, estão antiguadas e destroem a competitividade do país. Deixam todos mais pobres. 

Já passou da hora de fazermos uma reforma trabalhista séria e inteligente. Uma reforma que trate patrões e empregados como adultos, capazes de tomar suas próprias decisões e fazer suas próprias escolhas.

Se quiser saber mais sobre as diversas formas como a CLT atualmente atrapalha o país, dê uma olhada no capítulo sobre leis trabalhistas do livro Carregando o Elefante, que pode ser baixado gratuitamente no link abaixo

http://www.politicos.org.br/livro

A imagem pode conter: texto

Data: 18/01/2017 - Fonte: https://www.facebook.com/rankingpoliticos/photos/a.256607937790924.57371.188272077957844/11615871939

Voltar