"Bom negócio"

Tem governos que cobram pouco imposto e provêm serviços públicos limitados. Você paga pouco e recebe pouco. Sobra mais dinheiro no seu bolso pra gastar como quiser.

Ou então tem governos que cobram muito imposto e provêm serviços públicos amplos. Você paga muito e recebe muito. Sobra menos dinheiro no seu bolso, mas você tem segurança.

Ou então tem o Brasil... ah, o Brasil. Uma terra cheia de direitos na teoria, mas que na prática viram apenas promessa vazias. Um governo corrupto, ineficiente, devorador do dinheiro alheio, que muito cobra e pouco entrega. Que transforma a vida de quem trabalha num inferno. Onde a grana vai parar no bolso de grupinhos organizados de mamadores de tetas ao invés de virar serviços de qualidade para o cidadão. Ah, o Brasil...

O Ranking dos Políticos tem muito respeito pelos dois tipos de governo citados acima. Singapura/Inglaterra são exemplos do primeiro tipo. A França/Dinamarca são exemplos do segundo tipo.

O que recomendamos para o Brasil? Sem dúvida acreditamos que é mais fácil e melhor buscarmos nos aproximar de uma Inglaterra do que de uma França. Por que? Porque é mais sustentável a longo prazo e porque temos mais chance de enxugar o governo e deixar a iniciativa privada fazer um trabalho melhor do que temos chance de consertar o que está aí. A chance é maior se escolhermos três ou quatro coisas para o governo fazer bem feito do que continuarmos insistindo para o governo fazer trezentas coisas ruins.

A imagem pode conter: texto

Data: 30/03/2017 - Fonte: https://www.facebook.com/rankingpoliticos/photos/a.256607937790924.57371.188272077957844/11757292525

Voltar